RSS

Arquivo da categoria: Direito

…ah, mas e a OAB?

Decidi usar esse espaço que me é de direito pra dizer o seguinte: por favor, parem de me perguntar pela OAB.

Tá muito divertido, engraçado, sensacional e maravilhoso zoar da minha cara 24/7 sobre essa pergunta. Mas a mim não. Não quero saber se você tá adorando me perguntar toda hora e me fazendo pirraça daora. Chega. Eu não quero saber.

É muito dolorido e sofrido pra mim a cada pergunta que me fazem. Eu passei por uma vida de constante provação. Que posso ser o melhor amigo, o melhor filho, o melhor profissional… É muito difícil lidar com esta realidade: sou bacharel e ainda não tenho minha OAB. E todas as vezes que perdi na OAB, perdi por muito pouco.

Admito que não passei por falta de vergonha na cara. Aparentemente, seria isso. Mas tem vezes que não consigo lidar. Alguns obstáculos. Seja pq não estudei o suficiente, seja pq não tomei vergonha na cara… Eu sei de tudo isso e me dói a cada tentativa frustrada de não conseguir a bendita carteirinha vermelha.

Não é fácil ouvir dos seus pais que gastou 200 reais mais os cursinhos porque você não passou na ordem. E os seus amigos, em vez de apoiar, ficam perguntando mais como pirraça que como incentivo. Pelo menos vejo assim.

Observo que muita gente tá preocupada com meu futuro. O que fico feliz, pq só mostra que sou querido por muita gente. Mas eu peço paciência, calma e, sobretudo, certa tenência em me perguntar certas coisas. É foda quando alguém bem mais novo que você tem uma OAB e você não. Me sinto a Katy Perry sem o Grammy. Ou o Leonardo diCaprio sem o Oscar.

Eu realmente tô displicente na minha vida e preciso tomar vergonha na cara. Mas por favor, me ajude. Não me pergunte sobre a OAB pra querer me zoar. Obrigado!

Anúncios
 

Tags:

Jus DarkSoulcione¹ (pq é difícil pra carai)

 

BLABLABLA JUS BLABLABLA JURISPRUDÊNCIA BLABLABLA SENTENÇA EM JULGADO

Para quem quer fazer direito, este singelo texto.

Eu, como bacharel na área, digo em breves palavras, o que vocês irão enfrentar daqui a algum tempo. Não vem coisa fácil, já digo logo.

A seguir, as vdds que falei certa vez no feise. Prestigiem. E pensem mesmo se querem fazer Direito.

 

Este post é para vocês que pretendem fazer direito. Muitos de vocês vêm procuradores, advogados bem sucedidos, promotores, desembargadores, e decidem fazer direito.

– ain, Direito é uma área linda, lida com justiça. Amo justiça. Etc. 
Observações a fazer:

1) Direito não é um curso ruim. Ele é igual a todos os outros. Tem gente que ama. Tem gente que detesta. Se for pra fazer o curso com a finalidade de fazer concurso, acredite. Tá indo pelo pior motivo. 

2) como todo curso que se preza, você vai passar cinco anos. Lidando com, talvez, as pessoas mais escrotas e arrogantes do universo. Gente que te trata como se você fosse um zero a esquerda. Gente que só pq tem mestrado ou doutorado se acha no direito de escrotizar a sua vida. Mas tem assim em tudo quanto é curso então blz.

3) É um curso que você lida com coxinha, e é de coxinha. E para coxinha. Ponto. Há exceções (alguém disse VOCÊ IGU?), mas tem sempre algum babaca falando coisas que imperam no senso comum. 

4) Um curso que abusa do formalismo e termos técnicos. Sem falar no odioso pronome de tratamento DOUTOR. 

5) Além disso, tem o povo mais bonito, bem nascido e bem arrumado do universo DSCLP. 

6) E antes da dita justiça, vem o positivismo e as normas que nem sempre é o certo a se fazer. 

Se com essas observações você não desistiu de fazer o curso, tenho uma mais importante: apenas 17 por cento dos alunos que prestaram o último exame da oab foram aprovados. NA PRIMEIRA FASE. 

Boa sorte. A todos.

 

¹ – o neologismo remete ao jogo Dark Souls, um dos jogos mais difíceis da atual geração de videogames.

 

Recap dos últimos dias da minha vida.

1) dos 30 dias com Android (e minhas lições de ter sido assaltado)

Setembro, dia 29. Finalmente havia chegado o celular que tanto queria. Um Galaxy X (ou Nexus, por causa de probleminhas que tivemos no Brasil). Fiz uma festa. Comprei um celular muito legal, bonito, estiloso, com funções que não teria no meu Nokia C3 de guerra. Aí tá. Fiquei usando por 30 dias até ser assaltado. Coincidentemente, no dia 29 de Outubro. Roubaram meus dois telefones. E o dinheiro na minha carteira (que sobrou do Rio).

(quem tiver lendo isso favor NÃO CONTAR AO POVO DA MINHA CASA pq senão quem fode sou eu obrigado)

E acabou mundo. Senti que cortaram dois braços. Simplesmente amputaram o pouco de felicidade que tenho na vida. Um celular que comprei com o suor do meu trabalho, e o dinheiro que economizei na viagem que fiz ao Rio. Fiquei atônito, chocado, desnorteado. Chorei várias vezes. Foi uma violência psicológica muito grande. Não recomendo a ninguém.

E do pouco tempo de Galaxy Nexus, às vezes me pergunto: vale a pena viver uma vida que você não quer ou que não pode viver a vida que você quer? A vida é maior que tudo isso? Os crackudos merecem viver? Bandidos  que roubam pessoas honestas todo-santo-dia merecem estar vivos? Deus está me testando, me dando uma lição ou me dando algum tipo de sinal? São perguntas que me faço durante o dia.

Sabe, a sensação de ser assaltado (e pior: de não contar aos seus pais para eles não se preocuparem/se chatearem/se aborrecerem, achando que a culpa é sua; disse a eles que meu telefone ficou pra assistência; vou comprar um outro x/nexus esta semana) é horrível. A cena me vem várias vezes. O meu telefone indo embora. O Cerberus e o Prey não funcionando mais. E o dinheiro, que servia pra pagar minhas dívidas? Onde irei arranjar essa grana, uma vez que usei o salário pra pagar minhas outras contas? O ladrão dificultou minha vida, me deixou triste. E quero muito que ele se foda.

Pq vou ter compaixão cristã se ele não teve comigo no momento do assalto? Se quisesse uma grana, que vá trabalhar, ou pedir esmola. Mas me assaltar como ele foi é foda. Me senti ultrajado.

Não vou mentir que o Estado deve melhorar muito na Educação e na distribuição de renda (o Brasil está entre os países com a maior desigualdade social do mundo), e deve dar chances às pessoas para crescer e ser alguém na vida. Mas acho que o “Não Roubarás” deve ser aplicado a todos nós. Desde eu, até os crackudos e políticos que gerenciam a máquina estatal. E, quem não seguir, que morram. Decapitados.

Direitos Humanos, sim. Mas para quem é honesto, trabalhador e que respeitam outros seres humanos. E os seus bens.

E das lições?

1) crackudo merece morrer;

2) fazer seguro é a melhor opção;

3) testar seus apps de segurança;

4) já falei que crackudo merece morrer?

2) Ah, o Rio?

Viagem maravilhosa, conheci amigos lindos. ❤ O final de semana foi bem bacana, e pude conhecer algo que não conhecia do Rio a algum tempo atrás (14 anos kkkk). Mas vamos às constatações:

2.1) cara, que cidade linda. Caótica, como qualquer cidade grande. Mas linda. Linda, com gente bonita, com um astral bacana. 🙂 Entendo pq tem tanta gente apaixonada pelo Rio de Janeiro. Fiquei bem triste (e meus amigos tbm) por ficar só no final de semana. Mas eu volto, gente. Eu prometo.

2.2) o carioca. cara, o carioca é um povo muito bonito (E QUEM FALAR QUE NÃO É VOU DIZER QUE É RECALQUE). Mas sabe? Eu achei meio antipático. Sabe aquele povo que acha que é bonito e acredita e faz carão pra tudo? Foi o que achei do Rio. Outra coisa: achei o povo do Rio um povo mole. ISSO QUEBRA O MITO. VÃO DEIXAR? ~mythbusters~

2.3) melhores praias… E as baladas? A Praia de Ipanema, meu Deus… Que delícia! <3333 Uma praia super do bem, com gente diferente, pessoas legais, um clima bacana… Das duas vezes que fui com os amigos, amei nas duas. Na moral! Eram pessoas de todo estilo. Se bem que fiquei meio envergonhado de ter ficado sem camisa. hahahahahaha Em contrapartida, nas baladas… Blz que tive sorte de ir a duas festas legais. Uma que a Polly organizou na Casa da Matriz (e eu gostei e achei super organizado; tinha um pessoal bonito na festa e eles tinham mojitos e outros drinks maravilhosos <3) e outra com o DJ Waldo Squash na Fosfobox, da gloriosa Gang do Eletro ❤ (dancei até com a Keilinha da banda, MELHOR COISA DO MUNDO <33333). Mas… O Rio não é tão diversificado nas baladas como em SP. Queria fazer escalas enormes (MESMO MORTO) pra emendar nas baladas, mas nunca achava uma coisa legal (ou bagaceira) pra ir. Mas acho que devo ter ido no final de semana errado, pq vcs, cariocas, vão ter VALESCA, GABY AMARANTOS E MAIS DE MIL (sdds vem ser minha cliente). <333333 E vcs querendo morar num engodo chamado Aracaju FAÇAM-ME O FAVOR VIU

2.4) amigos que fiz: beijos pro Cássio, Gilberto e Daniel (por um dos melhores jantares da minha vida <333333); pro Daniel (de novo rs) e pro Thiago (pela praia massa de Ipanema, pelas trolladas no app-laranja-e-preto e pelo Fellini, que é um restaurante a quilo sensacional); pra Lua (minha mai, e o namorado dela, Bruno), Ly (e o marido dela, o André), Bi e Dani pelo jantar incrível, pelas conversas maravilhosas e pelo Ice de Kiwi maravilhouso (SDDS); e pro Bruno e pro Diego, pela companhia maravilhosa na praia (tô devendo uma ida a Nitcheroy. Vai ser MEMORÁVEL. HAHAHAHAHAHAHAHAHAHA). E é isso, tô com saudades de vocês, das conversas, das companhias, de tudo. Prometo. Voltarei logo pra amar mais vocês. E quem não me viu, ver-me-á. MUAHAHAHAHAHAHA =p

2.5) PAI/MAITROCÍNIO: agradecimentos ao pai pela companhia na viagem e à mãe pelo financiamento do meu final de semana. Foi massa demais. Amo vocês sempre. E me desculpa por não ser um bom filho de vez em quando.

3) Revendo planos e metas…

Comecei a comer menos nas refeições. Quero ser mais magro. Tá até adiantando. Tenho comido mais salada, mais coisa saudável… Sò falta ter uma coragem legal pra jogar Dance Central. hahahahahahaha Ademais, preciso fazer um resgate espiritual a minha pessoa e achar respostas a alguns dilemas que eu tenho. E tentar achar o rumo na minha vida, e chega dessa divagação filosófica pq vcs não merecem. Boa Noite.

E fiquem com:

<33333333

 

>Maldade, né?

>Pelo @RaineriRRC (brigadão!), meu miguinho de Internet:

O Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), que disputará os Jogos dos servidores Públicos do Amazonas (Jospam) em 12 modalidades, com um total de 130 atletas, já tem uma candidata à musa dos jogos. É Alessandra Lêdo Gonçalves, da Coordenação dos Juizados Especiais, localizada no Fórum Desembargador Mário Verçosa na Aparecida (Zona Sul).
Alessandra vai substituir Thatyane Aguiar da Silva, estagiária do Setor de Licitação, porque a representante na disputa tem que ser do quadro funcional.

A candidata à musa do Jospam pelo TJAM adora praticar pilates e dança. Formada em Jornalismo e em Direito, além de já ter atuado como jornalista e ter trabalhado na 10ª Vara Criminal, Alessandra divide as tarefas do tribunal com uma cadeira de professora universitária da disciplina Direito Tributário, em uma universidade de Manaus.

Este blog ama pessoas bonitas, e gosta de pessoal do Direito que acredita se exercita e se cuida. Mas vamos aos fatos:

1) esta nota, com mais cara de colunismo social, foi destaque principal (JURO!) na home do TJ-AM (Tribunal de Justiça do Amazonas).

2) Olha a moça.

Longe da gente dizer que ela é feia, mas dizer que é MUSA? Ih, traição ao movimento, MANO!

 

>DOSSIÊ SAULO RAMOS / JOSÉ SARNEY – intro.

>

Lá estava eu, twittando como se não houvesse e rindo de muita besteira, me lembrei de uma situação curiosa: todo mundo se mobilizando com o #forasarney, alguns blogueiros comentando sobre isso e etc. Mas sabe o que me choca?

O que me choca é que ninguém (sobretudo no monte olimpo da Twittosfera) pediu um comentário de um dos mais ardorosos defensores do Sarney: um dos advogados mais famosos do país e escritor do best-seller “Código da Vida”, do doutor Saulo Ramos.

Mas o que isso tem a ver?

Antes de tudo, o livro é fantástico: praticamente uma estória do Brasil na idade contemporânea, contando causos e litígios complexos, envolvendo empresas e pessoas conhecidas (o pano de fundo da estória é verídico; ele troca os nomes, por ser segredo de justiça; ele se justifica prontamente no prólogo), e fatos curiosos da República Federativa Brasileira.

Mas o mais curioso não é nem esses fatos: é o fato de ele retratar o senador José Sarney diferente de como nós o conhecemos na mídia. Até pq eles são amigos de longuíssima data.

Em alguns capítulos do livro, ele mostrou o b-side do homem poderoso do Maranhão (e que é senador do Amapá). Cogitou até que aquela campanha de desmoralização da Roseana Sarney foi algo forjado pelo FHC (tá no livro) pra prejudicar, ao mesmo tempo que servia pra ascender a campanha de José Serra.

Mas não vi uma citação do Saulo Ramos nos jornais e nas revistas, nem vi um comentário na faculdade (curso Direito, e dr. Saulo é ADVOGADO), ngm na twittosfera comentou sobre uma eventual opinião, nem nada.

– tá Igor, mas O QUE ISSO TEM A VER? Caramba.

Muito simples. Eu comecei a gostar mesmo do Dr. Saulo por causa de agir conforme a ética, sem descumprir o estabelecido pelos seus clientes. Um modelo de advogado, pra mim, com o livro dele (muito bom, FICA A DICA). Ele deu opiniões bem bacanas sobre o bom agir, coisa que falta a muito advogado e a muita gente tbm. O que me surpreende é que não vi uma palavra dele, comentando sobre o fato do Senado, e o Sarney no meio.

Eu, sinceramente, queria que todo mundo tivesse um pouco mais de memória e pedisse, pelo menos, um pronunciamento do outro lado do Sarney, na visão do grande Saulo Ramos. Até pq ele é um grande amigo dele. Ou será que a gente vai ficar sempre com a visão una que a mídia grande/grandões do Twitter sempre mostra? Todas as revistas deram um pitaco, e não o ouviram, cujo livro se tornou best-seller nas livrarias, sobretudo pros acadêmicos de Direito.

E com esse texto, inicio o dossiê.

.

(e quem tiver lendo, repasse a seus colegas de Direito.)

.

(ahan, este é um post muito sério.)

.

.

.

– e esta é a capa do livro, lançado em 2007 pela Ed. Planeta.

 

>Uma dica.

>

 

Eu ADORO meu estágio atual. O promotor é sensacional, minhas colegas são ótimas, e a cidade, mesmo que longe pra cacete, vale a pena, não reclamo.

 

Aproveito e falo do meu outro estágio. As juízas foram legais comigo, os colegas de estágio são um pouco mais esnobes (mas legais, vai), o fórum era longe pra cacete, mas lindo. E quanto ás assessoras? À  exceção de uma, que tem um lugar garantido no céu, as outras irão lindas desfilar na ladeira do inferno. AGORA PRINTA EEEEEL!

 

Beijos.

 

>Estafa. (e renascimento)

>

 

Hoje não fui ao estágio pq eu realmente não dava dando conta. Era aula, era reunião com o presidente da OAB, era noite mal dormida… Mas o importante é que consegui feitos importantes.

 

Falei com o presidente da OAB na seccional daqui sobre os projetos do Centro Acadêmico. E eu tô com um monte de coisa pra planejar e fazer. (como convites aos professores para proferir palestra, que é a parte mais complicada; e o projeto do seminário, que é muito mais complicado AINDA rs) Ainda vai ter dois eventos que prometem ser assim… Um primor.

 

E eu gosto de ter muita coisa a fazer. Ocupa a minha cabeça. Ocupando a minha cabeça, acaba fazendo com que eu trabalhe, que eu seja mais responsável, que eu saiba lidar com as pressões do mundo moderno. E eu sinto que 2009 é um ano desafiador pra mim.

 

É um teste. Sinto que tem acontecido coisas com o intuito de me desafiar, ao mesmo tempo que tem acontecido coisas pra me animar e ter mais vontade de viver. Coisa que, honestamente? Me falta.

 

Às vezes eu prefiro ficar na cama o dia todo a fazer um exercício e conhecer gente nova, por exemplo. Ou prefiro ficar nerdando o PC a noite toda a estudar uma certa matéria de Direito Penal com colegas. Prefiro amigos virtuais a fazer amigos reais interessantes. E desconfio muito que, este ano, seja aquele alerta de dizer: Igor, vc é jovem, tem UMA VIDA pela frente. Pra que perder tempo com isso?

 

E sinto que meus planos podem começar a fazer efeito se eu arregaçar e trabalhar mesmo, com foco, dedicação. Mas isso é um outro plano, uma outra estória. Mas válida. =)