RSS

Arquivo da categoria: analyzer

Eu.

Image

Foto minha de 2011, que ¯\_(ツ)_/¯

Muita gente conhece o Igor de n formas. Pessoalmente, virtualmente, em casa, na rua, nos lugares públicos, nem tão públicos assim… Mas tem algumas facetas da minha personalidade que as pessoas não conhece. Pra não ficar totalmente escancarada, vou dizer algumas que, ao meu ver, me parecem interessantes. Mas no final das contas eu me acho uma pessoa normal…zinha.

Primeiramente, eu sou meio calado e na minha em casa. O que é um choque, pq todos me conhecem na rua como uma pessoa expansiva e comunicativa. Amo falar com as pessoas, com o mundo, me interagir com elas. Mas em casa me recolho, às vezes. E não gosto de ser importunado. Prefiro ficar aqui, falando com vocês na internet a ter de conversar com minha mãe. A gente conversa, mas somos tão diferentes que não conseguimos esboçar diálogos despretensiosos por muito tempo (a conversa reside mais em problemas e assuntos da casa).

Além disso, eu não gosto de carne de coelho e de carneiro. De vez em quando, gosto muito de misturar doce com salgado. Mas fora isso, como bem em casa, ainda bem. Faço terapia duas vezes por mês, e acho que tô melhorando um pouco. Costumo ser razoavelmente otimista e gente boa na realidade, se bem que muita gente me acha um purgante nas redes sociais.

Mas na rua, eu falo muito e me divirto. Sempre me dou sorte de encontrar alguém quando saio sozinho. Eu não tenho medo e nem receio de viajar sozinho. Até gosto. Muito.

Sou formado em Direito (E PIOR QUE AINDA TEM GENTE QUE NÃO SABE!!!). Minha especialização em Direito Público sai em poucos dias.

Shopping eu não tenho andado muito, apesar de gostar. E não bato muita perna em centro. Acreditem.

Em casa, nos últimos tempos, sou eu que tenho segurado as pontas aqui. Não falo financeiramente, mas psicologicamente mesmo. Queria muito que as pessoas dependessem menos de mim.

Amo descrever, de verdade. Mas tenho uma preguiça nata a isso. E é foda. Sou procrastinador doentio. Detesto isso.

Meus amigos acham que não dou atenção o suficiente pq não saio e nem converso com eles. Mas eles não sabem que essa é a minha natureza. Sou tímido em chamar pra sair. Sei lá, desenvolvi um bloqueio. Tenho superado isso, mas é mais fácil alguém me chamar que o contrário.

Não conto parte dos meus problemas a ninguém pra não incomodar. E daí desconto nas redes sociais.

Acreditem: guardo muita coisa. Desde segredos a mágoas.

A grande real é que nunca namorei de verdade. Mas me apaixonei sim, e meu coração foi maltratado. 😦

Não tenho maturidade emocional pra: dispensar alguém, manter relacionamento com alguém, aguentar foras de alguém.

Minha autoestima passa por momentos de alta e baixa autoestima. Se alguém não quer ficar comigo, já penso que sou o mais feio da balada.

Paixões incondicionais: Pokémon, coxinha e dinheiro.

Sim, sou absurdamente materialista sem esquecer que priorizo o interior da pessoa.

E acho que é só o que vocês precisam saber. Tem muita coisa minha, mas acho que contar tudo perde a graça. 😉

 

~~~você fica criticando a imposição do padrão de beleza, mas faz igual~~~

Image

Nick Jones em uma foto no Instagram. META. \o/

Primeiramente, boa noite.
Segundamente (sic), acho que sou responsável pelas coisas que digo. E esclarecer é privilégio, não obrigação. Diquinha.
Terceiramente (sic), não sei.
E quartamente (sic), APPLAUSE. KKKKKKKKKKKKKKKK Parei. *ca-hem*

Como todos sabem, eu sempre tive uma visão crítica das coisas. Seja pra algumas coisas, ou outras… Eu sempre tenho ciência da realidade que me cerca.

Só não tenho manifestado a opinião de tudo pq sempre haverá dissidentes, e as pessoas desaprenderam a discutir ou a manter a amizade depois de uma ótima discussão. Aí mostro minha opinião curtindo algumas coisas e não curtindo outras. Empobrece o mundo? Claro que empobrece. Mas em contrapartida, ganho mais saúde e disposição pra viver. E continuo com amigos. 🙂 Ônus e bônus, essa patacoada.

E uma dessas minhas opiniões (às vezes comuns, outras controversas, poucas erradas pra caralho mesmo) envolve a questão da aparência. Como todos sabem, eu sou crítico ferrenho da cultura da barba. E somente isso. Eu tenho meus motivos, e eu os exponho neste link. Mas há uma observação que queria fazer: NUNCA fui crítico ferrenho do corpo alheio. Crítico no sentido de criticar a ditadura do corpo perfeito e tal. Seria muita hipocrisia dizer que não acho bonito. Acho. Mas não me impede de pegar alguém barrigudo ou coisa parecida. Não me impede de VIVER, e isso é bem importante.

Mas vamos ao ponto principal pelo qual estou criando esse post. Como sou crítico ferrenho da barba (ironicamente, tô usando uma. Mas só tô usando por ter preguiça de fazer. Minha barba grande é ridicularizada em 80% das vezes), argumentei em uma conversa com um amigo que só trocar barba por barriga tanquinho que o sentido seria igualmente escroto.
Desculpa, mas não seria mesmo?

Segue-se a seguinte frase:

“Ai, adoraria esse homem de barba na minha cama…”

Trocando o termo “barba” por braço sarado, olha como fica:

“Ai, adoraria esse homem de braço sarado na minha cama”

ou por barriga trincada:

“Ai, adoraria esse homem de barriga trincada na minha cama”

ou por olhos azuis:

“Ai, adoraria esse homem de olhos azuis na minha cama”

Parece um argumento ridículo (e é!), mas as pessoas batalham tanto pela real beleza que acabam moldando parâmetros pra acharem uma barba bonita. Dizem: ah, tem de ser cheia, seu rosto tem de ser quadrado, só serve em modelo, não serve em você… E no final das contas, você, que criticava o culto doentio pelo corpo perfeito, acaba, OH THE IRONY, apelando pelo culto doentio pela barba perfeita.

Sinceramente? Preferiria o povo cultivando o corpo perfeito. Perdia pouco tempo em ser babaca.

E quanto ao corpo, decidi retomar meu regime e voltar a academia (alguém se lembra do WOWITT? Retomarei este Domingo. :D). E tenho postado meu êxito com a dieta e com a academia. Até apelei o nerdismo ao falar de Fitocracy. Alguns amigos disseram: CUSPINDO PRA CIMA? FAZENDO O QUE VOCÊ SEMPRE CRITICOU?

Primeiro: nunca critiquei o estilo #bornthiswhey (proj @ferrreira) que o povo tem adotado. Inclusive, acho ótimo. 😀

Segundo: meu sonho de ter um corpo magro e definido é coisa antiga. Desde meus tempos de guri, eu sofria bullying constante por causa do meu peso. Eu era gordinho quatro olhos que usava aparelho e muito retardado que ninguém andava na escola. Como vocês acham que eu me sentia? Sempre quis ser o mais sarado, o mais desejado da galera. Ralei muito pra ser uma pessoa melhor. Usei aparelho, aprendi a ter um senso melhor… Mas meu instinto de gordo sempre atacava. E não vou mentir que anda bem difícil de controlar, depois de tanto tempo agindo como gordo. Mas vai fazer um mês de dieta, e bom, emagreci uns seis quilos. Tô no começo, alguns amigos tão apoiando, tô achando ótimo. 😀

Terceiro, e o mais importante: infelizmente, você só é alguém na vida se você for: BONITO, SARADO OU RICO. Inteligência ou outros atributos maravilhosos das pessoas sempre ficam em último plano. Como me conformei no fato de que a aparência importa mais (e que não tenho tempo pra ficar me impondo sendo excludente, somado ao fato de que não sou de ser hipster na aparência), eu decidi fazer dieta e malhar. Claro, há a questão da saúde e autoestima. Mas ser uma pessoa com um corpo DOS SONHOS é algo que tem me movido. A meta é postar uma foto de cuequinha. SARADÍSSIMO. Mas vou conseguir pq tô batalhando pra isso. E isso vai servir em me dar mais gás a outras metas que tenho, como ter um emprego melhor.

Tá sendo legal cuidar melhor do meu corpo. Embarquei no projeto por motivos frívolos, mas temos de ter motivação pra QUALQUER COISA que você queira fazer na vida, né?

Enfim. Esse texto é pra simplesmente fazer o que eu gosto de fazer: esclarecer meus pontos de vista e dar alguma satisfação nas minhas opiniões. Não que você se importe. Ou que você ache relevante. Mas me vejo no direito de fazer isso.

Direito. Pq não tenho obrigação a fazer algo tão pessoal como ESCLARECER PRÓPRIAS OPINIÕES, sendo que nem pessoa pública ou influente eu sou. 🙂

 

20 coisas que vocês precisam saber sobre os gays.

  1. não são cidadãos de segunda classe
  2. pagam tantos impostos quanto os heterossexuais e têm menos direitos
  3. existem gays legais, mas existem gays escrotos
  4. algo ser gay não é necessariamente ridículo ou frágil
  5. nem todo gay é inteligente
  6. nem todo gay é rico
  7. nem todo gay é bonito
  8. nem todo gay sabe de todas as tendências da moda e compra vogue
  9. há gays que jogam call of duty, dark souls ou até mesmo borderlands
  10. tem gays que não suportam em ser acessórios das mulheres
  11. há gays que preferem uma cerveja a um cosmopolitan
  12. há gays que fazem artes marciais e podem partir a sua cara se ficar de brincadeirinha
  13. gays desejam casar. Mas desejam também ter o amor livre, sem se prender a ngm e muito menos dar satisfação
  14. há gays carolas
  15. um parente seu pode ser gay
  16. falei que gay não morde e você não vira homossexual se mordido de raiva pq você trata como se fosse animal peçonhento e ele reagiu?
  17. homossexualidade não é doença. E muito menos estilo de vida
  18. qualquer bobagem negativa dita na sua igreja sobre os homossexuais é mentira
  19. HOMOSSEXUALIDADE NÃO É QUE ESCOLHER POKÉMON INICIAL, GENTE. Nasce gostando do mesmo sexo ou não
  20. e o mais importante: O MUNDO NÃO VIROU GAY. Pq tá fácil pra ninguém. Portanto, mulheres, deixem de noia


E o mais importante: gay é um indivíduo masculino que gosta de homens. Lésbica, indivíduo feminino que gosta de mulheres. O fato de ser gay ou lésbica não faz ser inferior ao homem ou mulher heterossexual.

Obrigado. Boa noite.

 

Viver sobre mais de um século… E Niemeyer.

Refletindo sobre os 104 anos que Niemeyer viveu, encerrados nesta noite, eu postei no Twitter:

“mas caras, PRA Q VIVER TANTO? A vida só é legal até os 60. depois disso, af.”

Talvez vocês fiquem putos comigo dizendo: AH MAS NÃO É POSSÍVEL COMO É QUE VOCÊ PODE FALAR ISSO?????//// Eu explico.

Viver muito é privilégio de poucos. Ainda mais o Niemeyer. Poxa, ele viu inúmeras guerras, um monte de fatos que marcaram o século XX. Certamente, conversar com ele poderia ser fantástico. Mas… Viver muito e ver fatos passando na nossa vida acaba “ofendendo” gente mais nova, e aí começam a zombar do fato de ser velho ou de ser ~imortal~.

Não quero viver pra ver isso. E pra outras coisas também.

A sociedade é cruel para com quem é mais velho. Parece que ser velho, nos dias de hoje, é imoral. É chato. É ultrapassado. Muitos de nós ficamos azedos com pessoas que nos comandam pelo fato de não entenderem direito coisas feitas por gente mais nova. Pelo fato de representar o feio, o ruim. Pelo fato de você rejeitar uma pessoa só por ser mais velha e recriminar pq, sei lá, ainda gosta de ir a balada. E nem falo da aposentadoria e dos eventuais problemas de velhice que IMPLORAM por ajuda médica.

E eu, que sou um cara individulista e que ODEIO depender de alguém, essa ideia me apavora.

Eu sei que vou ter uma vida adulta relativamente tranquila, mas dado o fato de me conhecer bem, viver por mais de 60 anos me assusta. Me deixa bem bolado. Eu sei que tenho apenas 24 anos e que posso mudar de ideia depois dos 30 ou 40, mas sei lá. Viver 100 anos pra ouvir escrotice de um pivete que sabe nada da vida não é algo muito legal de se fazer.

[postei isso no meu facebook]

PS 1: O texto de Nina Lemos falando sobre as “”””velhinhas”””” que abalam o showbiz, Madonna (VÉI, MADONNA AINDA NÃO È ~VELHA~, ACEITEM) e Rita Lee;

PS 2: Este tweet interessante do Evsu;

PS 3: Esta música é para combinar com o post.

 

(mais de) uma semana de cicloativismo¹.

(¹ cicloativismo, na verdade, é forma de dizer. O que faço é apenas substituir o transporte que normalmente ando e trocar por bicicleta)

Andar de bike sempre foi um problema pra mim. Quando guri, tentava andar, mas nunca conseguia. Meu pai me obrigava a andar de bike cedo todo sábado e isso estragava meu final de semana. Primeiro: não conseguia andar direito e ficava frustrado. Segundo: passava Xuxa e queria ver (olha a ideia da criança). Daí meu pai desistiu e me tornei um adolescente obeso, sedentário e que morria quando fazia algum esforço físico. Por algum momento, decidi andar de bike no sítio da família em um dia aleatório de 2001, aos 13 anos. E comecei a andar. 😀 Claro, superei o trauma, e me apaixonei em andar de bike. Mas é uma arte arcana que esquecia de praticar. Até uns dois anos atrás.

Um amigo meu decidiu incentivar a minha pessoa em andar de bike. Mandava textos, opinava sobre a carrodependência, essas coisas. E eu, de repente, abracei a causa. E até mesmo apoiar o cicloativismo de verdade. Não chego a participar de eventos ou bicicletadas, mas posso dizer que sou simpático a causa. E daí que, um dia desses, decidi andar de bike pra resolver minhas coisas do cotidiano pela manhã e tarde. O meu carro tinha batido (VOLKSWAGEN, DOIS MESES PRA ENTREGAR MEU CARRO CONSERTADO? ESQUERO QUE ESTEJA BOM, OU VAI SOBRAR PRA VOCÊS), e tava enjoado de perder UMA HORA num trajeto que demoraria 25 minutos de bike ou 15 de carro; daí a ideia de andar de bike. No entanto, pra isso, tinha de superar alguns obstáculos e reformar a minha bike.

1) Paranoias de mãe: desculpem às minhas amigas que já são mães, mas… Tem indivíduo mais paranóico que as nossas mães? Se tiver, fale nos comentários pq EU DESCONHEÇO. Mãe tem aquele mal de amar demais, e por amar demais, costuma falar besteiras ou até mesmo vetar coisas simples. Como andar de bicicleta. Segundo minha mãe,

1) BICICLETA MATA;

2) BICICLETA PODE SER ROUBADA;

3) BICICLETA FAZ VOCÊ SUAR.

Eu já discuti SÉRIO com minha mãe sobre o simples fato de querer andar de bicicleta. (isso vocês nem sabem do AUÊ que rolou em casa pq eu disse que queria andar de patins) Não dando resultado, decidi ir ao trabalho escondido de bike. Ela descobriu essa semana, por sinal. Culpa do meu pai, que falou. RSRSRS Daí que, você vê, mães. A gente faz escondido pq não gostamos de levar repressões em algo que nem mal faz. =P

2) O renascimento de uma bike morta: antes de andar, tinha de ~ajeitar~ a bicicleta. E o pior é que ela tava toda fodida: enferrujada, pneus murchos, marcha lascada, etc. etc. Fui num mecânico e pedi pra ajeitar. Ficou joinha e usável, o que é mais importante. Comprei sinaleta, refletores, sinlizadores… Tudo bonitinho pra ser uma bike urbana. E num é que a bicha tem dado pro gasto? ❤ Tá maltratada, mas tá me servindo. E isso é o que importa.

3) Aracaju e sua cultura raivosa dos carros: Aracaju tem 600 mil habitantes e é uma cidade pequena. No entanto, ela tem muito mais carros que pessoas. E o trânsito tem ficado igual ao de cidade grande. Isso atrapalha toda uma mobilidade de uma cidade que não soube crescer direito. Mas este não é o ponto principal.

O ponto principal é: Aracaju é MUITO raivosa com quem não tem carro. Quem já andou de bike, percebe isso. NORMALMENTE, os carros vêm voando, com uma velocidade acima do normal. E apesar de haver muitos km de ciclovias, os carros normalmente não respeitam uma simples bike pq… Ela não está numa ciclovia. Boo.

E some ao fato de não haver bicicletários e algumas pessoas rirem da tua cara quando você diz que tá de bike. HAHAHAHAHAHAHAHAHA

4) A bike e os seus efeitos: é muito pouco pra dizer o que mudou na minha vida ao começar a andar de bike. Continuo na merda, sempre. Mas é uma perspectiva interessante você como ciclista no trânsito. Você vê o outro com outros olhos. Este é um ponto positivo muito forte. Mas, essas de descobrir novas rotas e ir a caminhos mais simples eu ainda não descobri. Não consegui ter um google maps pra minha vida, imagine agora. E apesar de ser uma forma saudável de locomoção na cidade e perder uns quilos (ASSIM EU ESPERO, PQ OLHA), eu fico extremamente enfadado por andar no calor, sem falar no suadouro lindo que fiquei. Quando cheguei em casa, tava um pavor de tão suado. Tudo bem que sou obeso e o caralho a quatro, mas se eu andasse no frio, eu acho que nem suaria. hahahahaha E bom, como disse, só mudou o fato de eu andar nos lugares mais rápido, compreensão de perspectiva e só. PQ NEM PRA PAQUERAR NGM ME PAQUEROU, HAHAHAHAHAHAHAHAHAHA

E é isso. Boa Terça a todos.

 

>#100factsaboutme: Igor Maia.

>

Olá você que segue o Hugo Gloss em pleno 2011 e ainda acha que o sujeito é alguém na noite: este post é pra você, seus lindo, que me amam e me adoram. (NOT)
Depois de um carnaval no resort com direito a boys de Madrid (não peguei =/), lugar de muito luxo, tequilas, sungas e etc. ALÉM DE GULODICE, que custou caro à minha dieta. Enfim…
Estou de volta pq eu tava com saudade de blogar pro nada. MAS TEM ALGUÉM QUE LÊ. SEMPRE TEM. RISOS. E vou contar a vocês meus 100 fatos que NEM MEUS AMIGOS sabem sobre mim. Estão prontos? Segura na mão e…
pq eu nasci lindo desse jeito, mulé

100factsaboutme: IGOR MAIA EDITION. \o/



1 – Eu me acho a pessoa mais sociável, tolerante e flexível deste planeta.
2 – Mas minhas posições são, de certa forma, rígidas. E às vezes as pessoas pagam caro. E eu também.
3 – Só fiz amizades de verdade quando completei 12 anos.
4 – Sou um desastre nos relacionamentos. Por mais que eu dê dicas, minha vida amorosa é uma tragédia grega. Nem um namoro decente eu tive.
5 – Meus pais ainda moram juntos. São casados. E tenho uma irmã mais nova.
6 – Gosto fácil de todo mundo. Mas se cismo, é pq tenho motivos.
7 – Sou fissurado por pokémon até hoje; eu adoro os de água.
8 – Minha primeira compra com o meu primeiro salário foi um Nintendo DS.
9 – Radiohead salvou a minha vida.
10 – A internet salvou a minha vida. Achei amigos e pessoas maravilhosas que gosto até hoje. S2
11 – Eu nunca vi Tropa de Elite (1 e 2)
12 – Gosto de ver filmes. Na minha casa.
13 – Sou fanático por tecnologia.
14 – Sonho em ter um celular com Android.
15 – Almejo ganhar a Mega Sena acumulada.
16 – Tenho crises de sono durante o dia.
17 – Pratico muay thai.
18 – Fiz karate quando guri, e parei na faixa branca.
19 – Por mais que eu seja comunicativo, sou muito tímido. Prefiro que a pessoa me paquere.
20 – Não percebo que tô sendo paquerado.
21 – Visão política: SENSATEZ.
22 – Adoro animação japonesa; o último que vi (e ainda assim, incompleto) é Code Geass.
23 – Sou fanático por Super Sentai; tô vendo GoKaiger REGULARMENTE.
24 – Tenho pavor a gadgets pretos.
25 – Tenho pavor a mariposas.
26 – Quase choro ao ver os seguintes filmes: Pokémon – O Filme; A Single Man; e Eu Não Quero Voltar Sozinho (curta-metragem)
27 – Acho o Wayne Coyne um coroa pegável.
28 – Tenho pavor de gente que retwitta Sinceridades, Hugo Gloss, perfil fake do Jô Soares e etc.
29 – Tenho problemas de peso, e tá fazendo dieta. (blog sobre isso aqui)
30 – Desejo ter o corpo de Miro Moreira.
31 – Não posso ver o álcool que se torno uma pessoa impossível.
32 – Trafego por vários mundos sem fazer cara feia.
33 – Transpareço fácil os sentimentos, não sei esconder.
34 – Já fui alvo de gozação. E acho que superei.
35 – Tenho uma língua afiada.
36 – Apesar disso, guardo algum tipo de ternura e fofurice no meu coração.
37 – Calço 44.
38 – Só compro roupa de magazine (C&A, Renner, Riachuelo) por simples necessidade.
39 – Sou mais um que tenho o Champion Troca-pulseiras; tenho 12!
40 – Gosto de ter novas experiências.
41 – Viciado em redes sociais.
42 – Nunca joguei Angry Birds.
43 – Já fui fã de Britney. Até 2001.
44 – Prefiro Kylie a Madonna.
45 – As pessoas têm uma impressão errada da minha pessoa. Quando me conhece, mudam radicalmente de opinião.
46 – É tolerante a gente falsa. Mas não a gente truqueira.
47 – Nunca paguei de rico.
48 – Curso Direito, e pretendo fazer especialização em Direito Público/Penal.
49 – Meu quarto tem cama de casal (oi?)
50 – Tenho 1,84m de altura.
51 – Tenho uma inteligência pouco acima da média, beijos.
52 – Teve uma época que ouvia Bad Romance/Vanity em volume alto e gritava no meio da rua: I’M A FREE BITCH, BABY
53 – Gosto dos loiros. Sarados. Morenos. Com marca de sunga. Surfista. Skatista. MAS SEJA FOFO E ME DESTRUA DE VEZ.
54 – As mulheres me amam, beijos.
55 – Já me arrependi das minhas escolhas.
56 – Uma música pra me definir… São tantas…
57 – Nunca morri de amores por Adele.
58 – Paciência ZERO pra Glee.
59 – Minhas referências pegam os quatro cantos do mundo. Muitas até obscuras (PRA ENTENDER UMA TIRADA MINHA, SÓ PENSANDO IGUAL A MIM)
60 – Já tive vontade de enfrentar o Mundo. ISSO, SE JÁ NÃO ENFRENTEI.
61 – Sou funcionário público.
62 – Nunca zerei Super Mario Bros. no SNES. E NÃO TENHO PACIÊNCIA DE JOGAR EM EMULADOR.
63 – Nunca tive um jogo Guitar Hero/Rock Band.
64 – Aprendo jargões dos amigos, mas esqueço.
65 – Sou péssimo pra decorar datas de aniversário dos amigos.
66 – Adoro reality shows.
67 – Acredito que PRETA GIL É UM EXEMPLO.
68 – Aprendo muito mais coisas no YouTube que na faculdade.
69 – Posição sexual que nunca fiz.
70 – Já sofri por amores. Poucas vezes. Mas doeu taaaaaaanto…
71 – Me exponho demais na Internet; e acho que vou pagar um preço caro.
72 – Meus blogs favoritos: Te Dou Um Dado, Gizmodo, Teletube, Neonico, W.O.W.I.T.T. (rs)
73 – Tem dias que acordei pra reclamar da vida.
74 – Tenho problemas em entrar no/usar o msn.
75 – Tumblr? Quase não consigo usar!!!
76 – Nem jogue verde que posso colher maduro. 😉
77 – Adoro uma farra, sobretudo com meus amigos.
78 – Acho que tudo é um viral.
79 – Odeio a cidade que vivo pq ela simplesmente não me acolheu como devia (profundo…).
80 – Dou apoio às pessoas, e tento ser prestativo.
81 – Larguei de vez a Coca-Cola.
82 – Odeio o Kibe Loco. Assim, ODEIO.
83 – Já tive vontade de me matar.
84 – Faço da minha vida um drama. Desnecessário, admito.
85 – Já fui a algumas psicólogas e… Não tenho jeito.
86 – Se pudesse, trocaria o curso e faria Publicidade.
87 – Adoro o Mario e Sonic. E o concorrente flopado deles, o Crash Bandicoot.
88 – MARLON TEIXEIRA, ME AME!!111
89 – Dairanger tem um dos estilos de luta mais incríveis dos supersentais. EU ACHO. [/filler]
90 – Digo DROID em versão meio autotunada. (JURO! Exemplo:)
91 – Adoro um vocoder, um autotune…
92 – Pleno 2011, e adoro ouvir música velha.
93 – Tenho discografias que nunca ouvi por completo.
94 – Meus ringtones são os mais obscuros possíveis. Tem Riders of The Light (Bayonetta), Hino da Britania (Code Geass) e trecho de Red Dress, do TV on The Radio.
95 – Eu simplesmente não empolgo em ver the big bang theory. E isso não me faz menos fodão, desculpa.
96 – Sou fascinado por comerciais. O de games são os meus favoritos. Veja esse, por exemplo.
97 – Adoro dormir, comer, fofar.
98 – Se há uma pessoa que eu queria conhecer, eu queria conhecer mermo era o Julian Assange do Wikileaks.
99 – Zoo com as pessoas. Mesmo não tendo intimidade com elas.
100 – Sou humilde pra caralho. RISOS
E é isso gente. Um beijo. Tenham uma boa semana.
PS: amigos, se vocês me lerem e souberem de algum fato que eu tenha esquecido de mencionar, por favor, mandem comentários que irei editar o post depois. Grato!
 

>analyzer: NOVOS POKÉMONS, PURA MAGIA [/ironia]

>Oi, tudo JOIA

Voltei depois de um tempo sem postar. =)))

Boa Tarde pra você que tá MUITO FILIZ com um Nintendo DS e acha que tá abafando com fotos “sou-divão-do-orkut-style” que você posta no TUINTER e espera alcançar a relevância meritocrática informal da Internet:
linda eu magina???

Eu nem vou falar que a foto é o dono deste blog pq seria uma vergonha e OH WAIT, mas eu JÁ sou uma vergonha, então…
Depois de um tempo longe fugindo com Geraldo em Paris [/leona], decidi voltar ao meu posto legendário de analista de banalidades aleatórias, um trabalho que ganho NADA com isso. Mas que eu simplesmente AMO DE PAISHÃO fazer isso. Mas vamos falar sobre…
Glee? Não.
True Blood? Não.
VMB? Não. O RSFD tem uma resenha ótima sobre isso.
Vou falar sobre os NOVOS POKÉMONS DA GERAÇÃO BLACK/WHITE QUE FORAM VAZADOS (?) ESSA SEMANA
*BOOOOOOOOOOOOOOOOOM* pra você que é viado e pensava que eu ia comentar sobre isso. Mas gente, vamos ser francos? Quem viu a nova setlist dos bichinhos, você ficou FASCINADO com algumas criaturas. A exemplo do:
Este é o Dangoro¹ ou, como disse @dedeydonelli dia desses, um pokémon com cara de cu (APAGAR). Bom, aí você olha e decide treinar um POKÉMON COM CARA DE CU, que faz CU DOCE pra tudo, até pra quando tá feliz. Você acha isso uma bomba? Segura a minha mão. Pq você não viu na. da.
Vou fazer uma escolha de pokémons que merecem ser comentados. Ao fato de uma das evoluções finais de um dos pokémons iniciais ser…
UMA COBRA. (que cobra linda, você pensa). NÉ. O novo Arbok/Seviper da geração é uma cobra. O nome? JARODA. (claro que esses nomes não serão na forma ocidental. Recomendo que este seja: Snagrass. KKKKKK ~APAGAR) 
Das coletâneas de bizarrices (MELHOR PARTE) vamos a algumas delas, e dentre elas…
UM POKÉMON CATACUMBA!!11
UM POKÉMON SORVETE!!11
UM POKÉMON SACO DE LIXO!!111
UM POKÉMON LUSTRE!!11111
UM DIGIPOKÉMON!!!11
UM PORCO MORCEGO!!1111ELEVEN
Tá assustado com tudo isso? Então, vamos aos pokémons melhores desenhados, ou antes que você não durma:
Se brincar, este é um dos pokémons mais bonitos que já vi. *______________* UM CISNE. Né lindo? Claro que é, se você não acha é um recalcado. [/quinta série]
QUER DIZER, SEM MAIS?
Já pode treinar? *____________*
Tio tartaruga, é você???
Parece vilão japonês. >.<
Pokémon toupeira, escolho você!
SINAL DOS TEMPOS: Um pokémon lendsário Bayonetta piriguete. *_____________*
ALEGORIA DE POKÉMON PLANTA: DEZ.
Tá lindo, veado. ❤
Voltamos aos… Outros.
Esta é a Chansey da nova geração. Nem parece o OVO-MÃE que era a Happiny/Chansey/Blissey, comparem vocês entre esta foto acima, e a de baixo:
A Tabunne (o nome do indivíduo) parece mais aquela cachorrinha mimada da vizinha que rouba seus doces todo domingo, em vez de um pokémon que tem habilidades de enfermeira, como a Happiny/Chansey/Blissey. HUNF. >=/
E esse trio de macacos com o cabelo todo cagado? Provavelmente, são as evoluções dos pokémons dos primeiros líderes de ginásio (SIM. SERÃO TRÊS LÍDERES DIFERENTES no primeiro ginásio. Mas provavelmente, tu vai jogar com um que tenha vantagem sobre o seu inicial). Mas nada confirmado… E quem sabe mesmo é a Famitsu, que deu 40/40 pra este Pokémon. SÉRIO.
Só coloquei pq achei muito tendência um Tauros com cabelo afro. *BANG*
E esse tem a habilidade DOWNLOAD. Sem mais.
No mais, a quinta geração foi considerada a MAIS FEIA DE TODAS. (tudo bem que a terceira e a quarta não são as mais bonitas. mas convenhamos que a quinta foi uma completa digimonização da coisa) Tem muitos que se salvam, mas tirando a prova dos nove, a equipe do Ken Sugimori não estava assim tão inspirada assim.
É. Logo você, Game Freak, que fez SURGIR o movimento anti-Pokémon (liderado por Digimon) e vocês tão modernizando a coisa? TRAIU O MOVIMENTO POKÉMON, MANO.
Fui procurar na Bulbapedia algumas informações dos novos pokémon, mas ainda não se encontrava (nem a arte do Ken Sugimori tem ainda), mas no Serebii.net tá JORRANDO informação (hoje passei por lá e tava sem imagens). Mas tô com um pé atrás na veracidade… Vamos aguardar mais informações destes pilares em pokémonologia. =P
(link pra baixar estas e mais imagens AQUI. Obrigado ao @marcelowariss, @iagoalmeida, @lucah, @joaolusvardi, @dedeydonelli e outros que são fãs de pokémon e estavam acompanhando a nossa discussão. <3)