RSS

:) (smile and don’t cry on a club)

18 jul

Este é você. Na balada. Curtindo e se divertindo à beça. Parece ser uma noite tranquila. Até normal. Mas de repente conhece uma pessoa. Já a conhecia. E você decide que é com ela que tu quer ficar. Te trata bem. Mas te ignora em relação ao prazer mundano. E você leva na boa.

Acontece que você não sabe como chegar. Achou bonita. Mas não sabe o que fazer. O perfume te excita, o físico… Mas ela tá de olho em outras pessoas. E você começa a se incomodar.

E ela fica com outras pessoas, e você começa a se frustrar. E começa a perceber que você é mais um, e não uma pessoa bacana. Mesmo as pessoas te elogiando você não se convence. Até porquê se você tivesse muitas virtudes, as pessoas perceberiam e tentariam se aproximar de você. E os amigos percebem. E tentam amenizar a situação.

E inacreditavelmente, você junta a pessoa desejada com outro alguém. E ficam. E você vai espairecer. Na verdade, você vai ficar sozinho. Não quer que ninguém se incomode com sua tristeza. E continua a bebericar. E começa a chorar por ter feito tanta besteira na vida.

É como que quando você bebesse, o seu senso fica mais apurado e a autocrítica fica mais pesada. É como se você fosse um 0. Nada mais que isso. E fica a cada minuto pior. Mas a noite não acabou, e vamos tentar se divertir.

E a multidão se diverte. Dá risadas. E você junto. Mesmo com a dor de não ter sido correspondido, você ainda continua vivo. E tenta mostrar ao mundo que a vida é uma pista de dança e, mesmo com lágrimas eminentes nos olhos, você sorri. E curte o momento.

E amanhece e acaba mais um dia de balada. Você não teve um momento mágico. Até se sentiu mal em relação a isso. Mas um sábado é um sábado. Um domingo é um domingo. Uma segunda é uma segunda. Cada dia é diferente, tendo de matar um leão por dia.

E saio com a sensação de estar faltando algo. Mas who cares? Foi apenas +1. Existem bilhões de pessoas, e foda-se se não se interessarem. Tem sempre alguém que quer compartilhar uma história com a gente. Ainda que seja por uma noite. Posso não estar feliz. Mas eu vou ficar bem. Sempre fico, pq vai ser agora que não vou ficar?

Igor M.

Anúncios
 

Uma resposta para “:) (smile and don’t cry on a club)

  1. Kovak Junked

    1 de agosto de 2011 at 15:45

    Gostei muito. Parabéns Igor. *-*

     

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: