RSS

Calvin Harris, mercado pop e gente babaca.

18 jul

hai mai neimi ês CALVE RÉURRIS

Eu adoro o Calvin Harris. É um dos meus DJs favoritos, se eu tivesse, o chamaria pra tocar na minha festa de aniversário, e ele lançou dois discos excelente: o I Created Disco (que, por sinal, nomeia o canal dele no YouTube) e o Ready For The Weekend. Como forma de trollar, digo pra muitos amigos que prefiro ele a David Guetta. E olha que os dois são farofas no mesmo nível, como disse a Flávia Durante, quando conversávamos sobre eles a algum tempo atrás. Enfim, toda essa explicação se deve ao texto a seguir.

Sábado eu saí. E meu pai, me levando pra balada, com minha irmã (oi, eu sou o Igor, e tenho 15 anos. Teria, se tivesse vivo) e uns amigos dela. E me deparo com Bounce. Bom, WHADDAHECK IS BOUNCE? THIS:

E enquanto tocava Bounce na Jovem Pan, comecei a ficar maravilhado de como o povo (aracajuano, sobretudo) é um antro de babaquice, sobretudo nesses detalhes infames que envolvem a música. Explico melhor com um outro fato ocorrido comigo.

Eu tava felizinho, ouvindo Calvin Harris. Um amigo meu (que não vou citar o nome) simplesmente reclamou que tava ouvindo Calvin e queria ouvir a Jovem Pan. Ok. Tomae. E toma remix de drag, músicas do eurobeat (apesar do nome, é um gênero PRA LÁ DE CAFONA, fica a dica ae), e Calvin Harris. Ele, claro. Não reclamou. Achou ótimo.

E qual foi a conclusão? THIS²:

(pra quem não conseguiu ler: Nego é tão babaca que, quando ouve Calvin Harris, pede pra trocar [ou seja, não gostou, e fica murmurando, e o troxa bota uma música pop da vida]. E quando toca CALVIN HARRIS na Pan, nem reclama. ME POUPE VIU)

É inacreditável como as rádios tem o poder de agregar babacas em relação à música. Babaca no sentido de torcer o nariz pro que é desconhecido e começar a gostar por tocar nas rádios da vida. Eis o mercado pop, senhores.

Lady GaGa é um exemplo. Ela era apenas uma loira bonitinha que cantava Just Dance e, se tocasse numa rádio aqui, era um choque. Hoje em dia virou uma grande estrela do pop (RAINHA NÃO; Madonna <3) em apenas 3 anos e todo mundo a conhece. Tvz mais pelo estilo que pelas letras ou pela música (mas o Born This Way é bão.)

Outro exemplo: David Guetta. Mermão, na moral: você realmente conhecia? Ele um dia desses era dj de coletânea do Multishow. Hoje em dia todo mundo quer trabalhar com ele. O QUE É UM INFERNO.

E mais recentemente, Adele. Artista formidável, com uma puta voz. Ela já existia a tempos. Mas o pessoal só foi conhecê-la agora, com Rolling in The Deep, etc.

Eu fico puto pq vejo que muita gente às vezes tem uma preguiça do novo, e só quer saber do que realmente conhece, do que é seguro. Isso não vai pra lugar nenhum. Evolução ocorre quando você abre a sua mente pro novo e pro desconhecido. E não em viver numa realidade que você está acostumado. 🙂

(acho que tudo isso é só pra dizer uma coisa: o carro é meu e boto o que quero. e tá achando ruim, vá de ônibus. beijos.)

Anúncios
 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: