RSS

>Aniversario da minha mãe: relatorio.

09 mar

>Infelizmente, acabei ofuscando o aniversário de alguém muito querido pra mim: minha mãe. E TUDO por causa da minha tia encrenqueira, barraqueira e manguaceira. É TUDO ISSO MERMO. E bisbilhoteira tbm, mas por motivos que não cabem dizer aqui.

oh preguiça de ti, muleque!
Então, gente, começou numa manhã tranquila e tal, eu tava felizinho pq minha mãe tava fazendo anos, muita gente ligando pra ela pq geral tem um carinho intenso por ela. Tudo bem.
Minha tia começou os preparativos pro almoção que teve aqui, e eu fui comprar o dendê que ela me pediu. E perguntei se ela queria alguma coisa, e ela: -N. Fui.
Qdo cheguei em casa, voltei n’onde eu tava. Minha tia veio e me pediu:
– vai lá comprar uma dúzia de cerveja?
– Q? Mas eu não te perguntei ANTES se vc queria alguma coisa?
– AGORA eu quero CERVEJA!
Relutei, relutei, mas acabei indo. Enfrentei um sol quente, botei no cartão as cervejas e cheguei em casa.
Qdo ela veio, me olhou e disse:
– MAS QUE PORRA É ESSA? A CERVEJA TÁ QUENTE? POR ACASOU VOU BEBER CERVEJA QUENTE? EU PEDI GELADA, GE-LA-DA!
E eu, já azedo por ter de voltar, acabei CHUTANDO NO PUFE. Nossa, Igor, que violência.
Acontece que detonei o troço de madeira, que dava suporte no PUFE. D:
Beleza. Fui, troquei as malditas cervejas, e ela continuou falando:
– tá vendo como ele é ignorante? descontou no pufe, eu acho é bem pregado…
Todo mundo almoçando, e eu prevendo que a dor ia ser DAS GRANDES. Tudo normal, tudo certo, qdo o troço ocomeçou a inchar exponencialmente. Pé direito, mais especificadamente.
E comecei a morrer de dor, e fui tirar gelo. Qdo souberam que meu pé tava inchado…
– TÁ VENDO? A IGNORÂNCIA DO MENINO?
Eu ouvi a estória da minha tia calado, e depois fui defender e dar a minha versão pro pessoal que tava ouvindo a estória.
Vamos por partes? Primeiro: não destratei e nem machuquei ngm. EU deveria dar uns sarrafos na minha tia e na minha irmã, que são ousadas e sou constantemente explorado por elas. (aqui em casa, quem manda é MULHER, logo sou um grupo vulnerável) Mas a Lei Maria da Penha tbm protege a quem é muito ousada, muito insolente, muito CÍNICA. Beleza. Morrendo de dor e meu tio (que foi convidado) mexendo n’onde não devia no MEU PC. Quer mais?
Passei gelo e inventei de seguir uma terapia no que consiste em choque térmico água gelada / água quente. #FAIL. E ainda tava morrendo de dor. Minha irmã rindo que chutei o pufe, e minha tia num dando a mínima.
Daí que fui no quarto me deitar. Todo mundo veio pra me falar uma forma diferente. E NUNCA me senti tão sem alguém pra me defender como agora. Como não queria ouvir lorota, tranquei e me isolei no quarto. E com o pé doendo de forma monstra.
E chegou minha tia, vendo qu eu tava na pior, veio e me disse, em tom de vitoria:
– TÁ VENDO A SUA IGNORÂNCIA? Eu até tenho remedio pra passar a dor, MAS NÃO VOU TE DAR. – gostaria de fazer uma ressalva que: ELA É TÉCNICA EM ENFERMAGEM. E no meu mundo, enfermeiras e técnicas em enfermagem cuidam de quem não tá legal, né? Faltou humanidade nela. Pra não dizer profissionalismo. (mas Igor, ela está fora do ambiente de trabalho… Então quer dizer, se o médico tá fora do consultório, então deixa uma pessoa passando mal MORRER?) E ela ainda disse: vc para de ficar enrolando pq vc num tá doente por causa disso…
E honestamente? Isso me magoou. Me magoou muito mais do que a questão da cerveja. É meio que ouvir do tipo: se vc tá aí, VAI MORRER. Ok que tô dramatizando a coisa, mas o que esperar DA MINHA TIA? Eu até acreditava nela, mas hoje, ela exibiu uma falta de profissionalismo e um certo desvio de caráter. Tudo bem ela não passar lá, ou passar e ficar ridicularizando, mas… NEGAR UM REMEDIO a quem está enfermo ou doente? Isso é lá uma enfermeira que EU quero contratar pra uma eventualidade? Não aceito, não.
(ok que tbm tenho desvio de caráter à vezes, mas o BLOG É MEU E SOU UMA PESSOA CORRETA. Prosseguindo,)
E qdo tava terminando o dia, me levantei pra tomar o remedio, e veio minha mãe. Ela falou que tava sem pena de mim (OI, pedi pra ter?) e que eu tava errado. Tive narcolepsia interna com isso. Mas deixemos quieto.
Daí que à noite tive uma boa melhora. Meu pé dá pra andar normal, amanhã vou ser A MANCA. Mas cagando e andando lifestyle vidaloka. =)
E quanto à minha tia? Ela que me aguarde.
O Conselho Regional de Enfermagem vai bater na porta dela. E se ela voltar pra casa?
EU SAIO DAQUI. Pq não sou obrigado!
Concluindo: a grande vítima dessa estória sou eu. No Dia Internacional da Mulher.
Beijo.
PS: o dono deste blog não defende a violência doméstica, mas tem dias que ele anda NUMAS…
PS2: este blog tenta seguir as diretrizes da acentuação adequada. =)
Anúncios
 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: